terça-feira, 30 de março de 2010

Ensaiando para a Páscoa...

Meus coelhinhos, estão ensaiando...
Você já aprendeu a musiquinha e a coreografia?

Ensaindo com a maninha...



Apresentação... sozinho assim eu tenho vergonha...

segunda-feira, 29 de março de 2010

Minha cidade - uma mocinha com 317 anos

Largo da Ordem, parada dos tropeiros que vinham do sul a caminho de São Paulo, para dar de beber aos animais... Ao fundo, casa Romário Martins, do século 18, uma das mais antigas da capital. Centro histórico hoje abriga os barzinhos, e centro cultural, com museus, feiras de artes e artesanato, além lojas e Igrejas antigas.
Hoje é aniversário de Curitiba, minha cidade que é referência, cidade modelo, adolescente ainda.

Um dos prédios da UFPR. No meu tempo de faculdade aqui funcionava os cursos de Direito, Odonto e Comunicação Social, tive algumas aulas aí ... e já abracei este edifício no se aniversário de 80 anos... hoje ele tem 95.... faz tempo né!

Estudiosa, com a Universidade mais antiga do Brasil, a UFPR, a Universidade Positivo, a PUC-PR, todas com seus campi modernos.


Teatro Guaíra, com seu belo painel de um dos nossos maiores artiratas, Poty Lazzarotto...

Uma garota descolada, tem festival de Teatro todo ano, tem grandes salas de espetáculo, como o Teatro Guaíra, teatros até em fábricas antigas, tem festival de música que atrai músicos do mundo todo, tem a Pedreira Paulo Leminski, que fica nesse impasse, reabre ou não o espaço para shows... fui a um show lá na pedreira há muito tempo e adorei, eram Titãs, Barão Vermelho e Paralamas, juntos!O SHOW inesquessível...

Curitiba tem a linha de transporte mais organizadinha do país, com seus ônibus coloridos. Amarelinhos para as linhas centro bairro, os verdinhos interbairros, os alaranjados alimentadores, que vão dos bairros mais distantes até os terminais, de onde se pode pegar outras linhas sem pagar novamente a passagem, os vermelhos, expressos e agora um vermelho ligeirão que vai do Boqueirão até o centro sem parada, os cinzas, ligeirinhos com seus tubos (o moderno aqui já está ficando antigo) os micros branquinhos que circulam só no centro, os interhospitais, que facilitam a vida de quem precisa ir a um hospital, princpalmente pra quem vem de fora por um motivo tão sério, os brancos que vão até as cidades da região metropolitana e a linha Turista, com o ônibus de dois andares (quem vai na parte de cima com vento batendo no rosto, pode levar na lembrança o frio do ventinho que sopra por aqui) .


Parque Tanguá... um lindo passeio num dia de sol

Tem também muitos parques, o Tanguá, o Tingui, o Bosque do Papa, o Bosque Alemão, o Barigui, o Bosque Boa vista, Bosque de Portugal, Jardim Botânico, Parque Passaúna, Parque São Lourenço, Parque do Bacacheri, entre outros com muito verde, seus lagos com patos e outros bichos, até jacaré apareceu por aqui...Tem o Zoológico, um programa de domingo... Uma cidade gostasa de viver, eu que moro aqui há 30 anos, nem a conheço interia! Temos museus maravilhosos, como o MON, um centro histórico com arquiterura belíssima, o bairro Batel sofisticado, o Alto da Gloria, a Rua XV, com seu charme de casarões antigos, coloridos e agitado. A Av. Marechal Floriano e a Marechal Deodoro, com os bancos e o comércio, o Centro Cívico, com os prédios públicos, Assembléia, Prefeitura e Palácio do Governo o coração da capital. As praça da cidade, os shoppings, a rua Tefé, das pontas de estoque de calçados, as Igrejas, as ruas arborizadas... Nossa, Curitba tem muita coisa boa eu ficaria aqui uma manhã toda escrevendo!

Ah, venha aqui conhecer! eu adoraria te ciceronear!
Veja aqui e aqui outras fotinhos...

Sem falar que é uma mocinha multiracial, pois somos formados por várias etnias... Poloneses, Ucranianos, Alamães, Italianos, Japoneses, Árabes, Chineses, entre outros, sem falar ainda de gente do Brasil todo que vem fazer de Curitiba um lugar ainda melhor, pois trás seu jeito e simpatia pra nos ensinar a ser menos fechado!
Mas essa mocinha ainda vai crescer muito mais e terá que aprender outras coisas ainda pra ensinar às futuras gerações. Já não joga lixo no chão, separa o lixo recliclável, e terá que destinar o lixo orgânico de uma maneira ainda mais conscinte. Terá que aprender a cuidar dos seus rios, e revitalizá-los, veja aqui, que já existe gente pensando nisso. Terá que se reinventar, planejando o crescimento inevitável, e pensar no metrô como uma saída viável, pelo menos fora do centro da cidade. Enfim... já a vejo bela, quero vê-la mais humana.

Um beijinho e feliz aniversário!


sábado, 27 de março de 2010

PARTIMPIM o show


Hoje tem show da Adriana Calcanhotto aqui na cidade... imagino que vai ser um show imperdível pra levar as crianças...

Lembro de quando era pequena, tinha a idade da Bea e meus pais me levaram pra ver o "Grande Circo Místico" no Teatro Guaíra... fiquei encantada e durante muito tempo sonhei em ser bailarina por causa do espetáculo. Acho que por isso eu queria tanto levar a Bea ao show... acho que isso ela nunca ia esquecer. Mas bem agora estragou o cabo de força do laptop e tivemos que gastar uma grana extra pra comprar outro cabo... e não deu pra comprar os ingressos, mesmo sendo meia entrada, pois o Edno é doador de sangue e a Bea estudante e eu também pagaria meia por ser cliente sei lá o que do hipercard... enfim, com tanta vontade e a chance, ainda assim não deu... nem tô acreditando nisso... mas paciência...

Bem pra quem curte como eu entre aqui... e se divirta.

segunda-feira, 22 de março de 2010

C D E F G A B C

Ou ... Do Re Mi Fa Sol La Si Do


Acrescentemos aí, menor e maior, e a dificuldade da pestana e temos como resultado, a mão esquerda com as pontas dos dedos formigando. Pelo menos até que fiquem acostumados.
A primeira vez que tentei aprender, devia ter ums seis ou sete anos. E essa tentiva não durou muito. Depois, mais uma vez aos dezesseis, e depois aos dezenove... depois desisti de vez, mas nunca deixei de admirar quem conseguia tocar um violão. Bem, mas me parece que cada coisa tem seu tempo, e que talvez não sejam tempo que nós queremos... Então, vou tentar novamente... ainda bem que encontrei um professor bem calminho.
Aí está o violão, e cá estão meus dedos dormentes ... andei treinando.

sexta-feira, 19 de março de 2010

Os quadrinhos da Luana


A pedido de uma amiga, fiz estes quadrinhos para serem colocados na cabeceira da cama da sua filha Luana, que é amiguinha da minha filhota.

Que eles ilustrem o quarto e os sonhos da pequena, com o perfume de flores e a alegria das borboletas...

quarta-feira, 17 de março de 2010

um recado para mim...

Aqui um textinho escrito pelo meu pai, para mim e pra muita gente...
Está reencontrando a internet, e muita coisa mudou desde que se afastou dela, então há muita novidade pra aprender, coisas pra relembrar e desafios tecnológicos para enfrentar e superar...
Já tem um blog, conta no orkut e fala no msn, próximo passo... twitter, aguardem e confiem
beijinhos
Josi

domingo, 14 de março de 2010

um dia a mais


O tempo corre impiedoso e a semana voa novamente. E eu, nem consegui parar um tempinho para escrever aqui ou por falta de tempo (que é a minha desculpa predileta) ou por falta mesmo de inspiração, por não ter o que dizer. Há horas em que o silêncio é uma barreira sólida. Preenchi minha horas com palavras caladas, com tarefas manuais, com a roupa na máquina e a vassoura nas mãos. Corri de uma lado pro outro, subi e desci escadas, passei pano, tirei móveis do lugar, e parecia que nada tinha mudado. Era como se todo o trabalho feito se desfizesse logo em seguida... me senti cansada, um pouco inútil. Gosto de fazer as coisas, gosto de cuidar da casa de pintar minhas caixinhas e os santos... mas as horas corriam soltas e eu mal conseguia acabar uma tarefa por completo... queimei o arroz, esqueci de descongelar a carne pro almoço, não coloquei o feijão cozinhar e nem pensei na salada... não repondi e-mail, busquei as crianças na escola, vi o jornal e queria dormir... e isso me assustou, não combina comigo, não gosto de dormir a tarde, a não ser quando estou meio deprimida. Enfim, a semana chegou ao fim e meu "elexir de levitar" foi o sábado.
Definitivamente é o dia da semana que mais gosto. É uma dia cheio de afazeres, cheio de vida, é um dia misto pra mim. Mistura obrigações e divertimento, um dia perfeito.
Não preciso acordar tão cedo, que sinta sono o dia todo, nem tao tarde que fique com a impressão de que o dia acabará antes da hora. Vou para a catequese, onde o desafio é grande, quando volto, faço o almoço tranquila e feliz por ter a família reunida em torno da mesa. A tarde, tiro um tempinho para o violão, antes de buscar o Edno na igreja e irmos ao mecado. Na volta, uma paradinha em casa para guardar as compras e sair correndo pra missa de sábado. Depois da missa, sentar no sofá com as crianças e ver um filme. Dormir cansada e feliz por ter o sábado no fim da semana. E no domingo... Dia preguiçoso demais pro meu gosto, tento guardar alguma enegia pra começar a semana rezando pra que não seja perdida como a semana que passou... tenho muita coisa pra fazer e quero fazer com amor, quero que se resolvam as pendências, quero sorrir e ver os sorrisos, quero trabalhar e saber que mesmo tendo que fazer tudo novamente, fiz bem feito.
Um bom fim de domingo pra quem passar por aqui... e um bom início de semana.
Beijinho
Josi
(a TPM, essa vilã inescrupulosa, faz das suas, todo mês... mas não vou me render, sou melhor que ela, tenho uns 25 dias de vantagem sobre ela)

quinta-feira, 11 de março de 2010

quinta-feira, 4 de março de 2010

desafios...novos ou muito antigos...

Anjo da guarda by La Santa Fé

Hoje venho falar de desafios.
O antigo é retomar uma tarefa que há muito tempo deixei de lado... Ser Catequista. Sei que quando se têm filhos, somos naturalmente e instantaneamente colocados nesta função, é como uma promoção automática e involuntária. Pois quando engravidamos temos tantos medinhos e medões que passamos a pedir a Deus, aos anjos e a todos os santos a cada momento e a cada dificuldade, pelo menos foi assim comigo. Depois com o bebezinho nos braços, dia e noite pedimos novamente pela saúde, para que ele cresça, para que possamos mamamentá-lo, para que a cólica passe e para que ele finalmente durma antes que a gente desmaie de sono... quantas vezes passei por isso... Depois quando começam a aprender a falar, vêm as orações antes de dormir... Ave Marias longas e cheias de bocejos, Santo Anjo já com olhos quase fechados e finalmente o Santo Anjo pra garantir que noite será tranquila... quantas vezes já fiz isso... Agora, retomo a função em um âmbito mais amplo. Sou a nova catequista do 2° período no sábado pela manhã e o Edno é o catequista do 2° período no sábado a tarde. Apesar de já ter sido catequista na juventude tenho aqui meus medinhos, um frio na barriga e uma responsabilidade... E também uma nova tarefa, preparar as aulas na quarta a noite junto com o Edno... Isso é muito bom!

O Outro desafio... é uma brincadeira...

Bem... pegue o primeiro livro que encontrar, o mais próximo de você, abra na página 123, e leia a quinta frase completa e faça um post colocando a frase que leu e passando a diante a tarefa...
Vamos fazer?
Tenta vai... é um incentivo a leitura, vamos chamar de Desafio Literário.... você topa?
Vi isso num blog... humm agora não lembro o nome, mas achei interessante...

Segue aí o primeiro:

"Alexandre ficou quieto um momento, perdido em pensamentos." Os Bórgias - Mário Puzo
Livro muito bom por sinal, que li há uns 8 anos (não muito indicado para os catequistas, hehehe)

terça-feira, 2 de março de 2010

Ele vem de mansinho...



Poderia estar falando do frio... ele vem assim de mansinho, ou vinha antigamente quando as estações pareciam ser bem definidas. Agora já não é mais assim. Um dia estava quente, no dia seguinte, vento gelado anuncia que tudo mudou. Minha cidade, de certa forma não é um exemplo de lugar de clima estável, costumamos ouvir que aqui faz quatro estações num dia só, mas assim já é demais. A moça do tempo, lá do jornal, nem liga mais, pois o clima nem dá bola para as previsões que ela faz com base nas fotos de satélite e em estudos prévios, hoje tudo parece sair de uma caixinha de surpresas. Já não se estuda as variações mas se explica ou pelo menos se tenta explicar tanta variação do clima. Degradação da natureza, efeito estufa, el ninho e la ninha, ventos que nunca foram tão fortes no sul, chuvas que nunca foram tão intensas no centro, termômetro que nunca subiu tanto aqui e acolá... seca, enchente.... tudo em constante movimento e evolução... será? Uns dizem que é o fim dos tempos... o fim da terra... e eu imagino, que é apenas uma alteração, natural (ainda que provada), pois ela não está pronta... acomodação de terreno, água escasseando em um lugar e dominando espaços em outro, tudo em constante movimento. Pena que o homem tenha acelerado o processo e agora tateia as cegas pra reencontrar o equilíbrio... E aqui, na cidade o vento chega firme e cortante antes da primavera. Hora de procurar os gorros de lã, os bichos de pelúcia e os cobertores quentinhos. Preparar um chocolate quente e ficar em casa sempre que puder.