segunda-feira, 8 de junho de 2009

um bom lugar - uma carta




Um dia, vocês foram os heróis da minha infância.

Não digo isso com pezar e melancolia.

Hoje, acho que aprendi, para o bem de vocês mesmos e para meu amadurecimento, que heróis não existem. E é muito bom ver que há em vocês a força da pessoa comum, o sentimento puro e oblíquo dos simples mortais. Aquela áures de ídolos, de heróis me imedia de vê-los como são de verdade. Vocês são os exemplos que tenho pra viver e para criar meus filhos.

E assim, com os pés no chão fica mais clara minha tarefa de mãe... As vezes parece complicado, pois vejo no meus filhos, os expectadores admirados que fui um dia, mas também sei que esta forma de admiração acabará com o tempo e só restará a verdade. Essa sim é eterna.

A verdade é uma jóia rara.

A amizade é um presente que se comquista... e o amor é um tesouro que só existe na reciprocidade, ninguém ama sozinho.

E o respeito está acima de tudo isso.

Se ele impera, a verdade, a amizade e o amor se estabelecem.

2 comentários:

  1. Bonito demais, como tudo que você escreve! Já tava com saudades de seus comentários pertinentíssimos!

    ResponderExcluir